Matheus Bertoluci

Especialista em Vendas Online

Categoria: Aumentar tráfego

06 razões pelas quais sua empresa deve investir em SEO

Aqui está uma lista de 7 razões pelas quais a sua empresa deve definitivamente investir em SEO:

1- Ele funciona – Primeiro de tudo: O SEO funciona! Você pode ver inúmeros estudos de caso falando que o SEO aumentou o faturamento das empresas. O SEO pode trazer um tráfego infinitamente maior que o Google Adwords.

2- Ele não vai acabar – De acordo com todas atualizações frequentes do Google, não é provável que o SEO vai acabar de uma hora para outra. E para que sua campanha seja um sucesso, é muito importante que você contrate um profissional que está por dentro de todas as diretrizes e atualizações frequentes do Google.

3- É rentável – Comparado com os custos associados com outras plataformas de marketing digital como o Google AdWords,  o SEO fornece um ROI (retorno do investimento) muito melhor.

4- O SEO está se expandindo cada vez mais – Mais de 90% das pessoas sempre procuram por opiniões na internet antes de fazer uma compra, e este número provavelmente só vai aumentar. Você quer que essas pessoas sejam capazes de encontrar o seu negócio, ou não? Sem o SEO, infelizmente tenho que te dizer que sua empresa não vai ser encontrada, em vez disso eles  vão encontrar seus concorrentes.

5- Busca mobile e local – As pessoas estão cada vez mais fazendo buscas e pesquisas através do celular. Portanto é imprescindível que o seu site seja adaptado para o mundo mobile, caso contrário você estará perdendo tráfego, clientes, contratos e aumento de faturamento. O acesso pelo celular nos websites está crescendo de uma maneira assustadora.

6- Seus concorrentes estão fazendo isso – Lembre-se, SEO é um processo sem fim. Se você não está avançando e melhorando a sua posição, você vai estar sempre perdendo terreno para seu concorrente.

Investir em SEO é mais importante agora do que nunca, sua empresa precisa definitivamente ter uma estratégia de SEO a longo prazo, se você estiver interessado em uma proposta ou orçamento pode entrar em contato comigo pelo email contato@matheusbertoluci.com.br

05 Razões para terceirizar o serviço de SEO

A otimização dos mecanismos de busca (SEO) tem sofrido uma evolução enorme nos últimos anos. Os serviços que você teria comprado de uma agência ou consultor de SEO de uma década atrás, é muito diferente do que você compra hoje.

Ao mesmo tempo, o marketing de conteúdo tem crescido de uma forma esmagadora. Existe sempre várias opiniões para um determinado assunto, vários contrapontos sendo feitos constantemente.

O resultado de tudo isso é uma boa quantidade de confusão no mundo dos negócios. Algumas das perguntas que ouço o tempo todo tem cheiro de “anti-SEO”. Por exemplo:

  • SEO é coisa do passado?
  • SEO está morto?
  • Palavras-chave ainda importam?
  • Link building, é feito ou ganho?
  • Tem marketing de conteúdo substitui o SEO?
  • Por que desperdiçar dinheiro em uma agência, se tudo gira em torno de UX e conteúdo de qualidade?

Gostaria de começar o texto dizendo que tudo isso acima é uma completa mentira! SEO está bem vivo e pode ainda durar por muitos anos! Ele acaba de chegar ao Brasil praticamente. Se você quer melhorar sua visibilidade online, é bom você levar o SEO à sério.

Portanto, a questão permanece – Devo fazer este serviço ou terceirizar? A resposta sem dúvida é a última – é melhor terceirizar o SEO. Vamos olhar para cinco principais razões porque isso é verdade.

Está preparado?

1. SEO evolui muito rápido

Qualquer um que joga no jogo do Google (otimização de sites) irá dizer: a única constante é a mudança. Google afirmou que atualizam o algoritmo mais de 500 vezes por ano ! Isso se traduz em cerca de 10 atualizações a cada semana. Sim, você leu certo, todas as semanas.

Se você quiser fazer o seu próprio SEO, ótimo. Quem vai assumir o resto do seu trabalho? Como você planeja acompanhar as mudanças/atualizações? É este o melhor uso do seu tempo?

Existe toda uma indústria de SEO à sua disposição. Nosso trabalho é ficar ligado com as alterações, testar novas hipóteses, e protegê-lo de possíveis penalidades dos mecanismos de busca. Gastamos tempo todos os dias nos informando sobre as tendências da atualidade.

Deixe o mundo do SEO e marketing de conteúdo para os especialistas . Eles irão lhe poupar tempo, esforço, frustração, e no final, o dinheiro, devido a erros e passos em falso.

2. SEO depende de uma série de conteúdos de alta qualidade

Sim, o marketing de conteúdo é muito importante, e isso é importante para SEO. Mas não é a substituição para a otimização dos mecanismos de busca. É apenas um parceiro, se pudermos denominar assim.

São muitas as pessoas correm para começar a criar conteúdo, mas, atiram para todo lado pois não possuem uma estratégia concreta e definida corretamente.

Ambos dependem um do outro. Se você deseja classificar organicamente, você precisa de um grande conteúdo e com boa qualidade, assim, você vai aparecer por palavras-chave e os tópicos que você deseja alcançar. Por outro lado, se você quiser que o seu conteúdo seja encontrado, ele deve ser compartilhável, linkável, e bem construído para posicionamento.

Um artigo muito bem construído, cheio de imagens, grande, denso e completo – não vai trazer rank ‘automaticamente’. É necessário estratégias para que ele se torne um ouro aos olhos do Google.

Então a grande questão – você pretende escrever todo esse conteúdo? Qual planejanamento que você vai seguir? Como você pretende integrar conteúdo x SEO? A resposta mais fácil é contratar um fornecedor especialista em SEO.

3. Fazer Link Building é arriscado e perigoso

A realidade é que os links não aparecem magicamente. Mesmo os links ganhos ‘naturalmente’ foi algo pensado e planejado para que isso acontecesse. Coloque isso na sua cabeça: LINKS NÃO CAEM DO CÉU.

Você pode “ganhar” um link por pura sorte, mas isso não é algo que acontece diariamente.

Existem sites que nunca compraram links ou fizeram qualquer coisa ‘por debaixo do pano’, no entanto, receberam links de sites de baixa autoridade e blogs com spam. O resultado? Penalização. Você vai precisar de um bom tempo fazendo a limpeza destes links ruins, caso contrário, seu site nunca irá subir.

Agora mais do que nunca, você precisa de um especialista em SEO para ajudar a gerenciar o processo de construção de links de forma responsável, gerenciando diariamente links suspeitos de baixa qualidade que possam estar apontando para o seu site, e tomar uma ação de limpeza afim de  não perder tráfego orgânico.

Você teria este tempo? Conseguiria dedicar esforços a fim de encontrar esses links maliciosos? A maioria das pequenas e médias empresas não, sendo assim, contratar um consultor SEO é uma boa opção.

4. Google Analytics pode fazer mais do que você imagina … Na Mão Certa

Mesmo se você tiver um orçamento baixo, análise de sites são fáceis (e gratuito) para implantar, o Google Analytics é um exemplo. A maioria dos sites hoje têm algum tipo de código de monitoramento para fornecer dados sobre as tendências de tráfego e de conteúdo.

Muitas vezes as pessoas não têm ideia do que elas estão lidando no Google Analytics. Muitos projetos podem:

  1. Códigos de monitoramento implementado incorretamente no site;
  2. Google Analytics configurado incorretamente;
  3. Falta de acesso a verdadeiras métricas relevantes para os negócios, tais como, metas / conversões
  4. Pontos cegos nos dados devido a descuidos em codificação ou implementação do código GA

E depois há o problema que a maioria dos comerciantes não têm ideia de onde encontrar os dados que eles realmente precisam para tomar decisões. A maneira mais fácil de explorar esse conhecimento, é terceirizar o trabalho de SEO para um analista que é mais experiente para ajudar com a coleta e interpretação de dados do site. Você verá que ele paga por si próprio muitas vezes por meio de uma melhor tomada de decisões e um melhor ROI para o site como um todo.

5. O cavalo mais rápido ganha na corrida de SEO

Talvez ao chegar aqui, você comece a concordar em terceirizar o serviço de SEO, mas prefere contratar alguém para trabalhar dentro da sua empresa, mas pense comigo, quanto tempo isso levará? Pesquisa de candidatos, entrevistas, seleções, esperar até a pessoa começar e treinar. Para não mencionar que, sua equipe tem experiencia e tempo para treinar alguém novo para este caso? Você pode perder meses tentando descobrir tudo isso.

Você quer mesmo se dar ao luxo ao fazer isso? SEO é literalmente uma corrida para o topo da primeira página.

Para a cada dia que passa você pensando em como, onde, porque –  seus concorrentes estão cada vez mais ganhando espaço à sua frente.

Quando você começar a levar em consideração as variáveis como: ​​idade de domínio, volume de conteúdo e links que um concorrente pode gerar ao longo do tempo, a resposta inteligente é que você precisa começar a se movimentar ‘ontem’. E você adivinhou – a maneira mais rápida para começar do jeito certo é terceirizar o SEO para uma agência ou consultor que já possui experiencia, e os processos necessários para executar de forma rápida.

Pare de anunciar em outdoor, revista e rádio!

Você já parou para pensar se realmente vale a pena anunciar em mídias offline? (rádio, tv, outdoor, revista, jornal, etc). Meu propósito com este artigo é fazer você parar para pensar. Te mostrar números e resultados que farão você ter a melhor escolha.

Talvez você deve pensar:

“Poxa, o dia que eu conseguir anunciar naquela revista… naquele rádio… naquele outdoor… naquela TV… minha empresa vai começar a vender”

Sinto muito lhe informar, eu tenho certeza, absoluta, que essas mídias não vão trazer o resultado que você espera, quer ver?

Tudo o que sua empresa precisa para que ela venda mais através de QUALQUER anúncio, seja online ou offline é a composição de público correto + grande audiência.

Portanto vamos falar um pouco sobre essa composição.

Público

O que é público? Público são os seus clientes. Quem são os seus clientes?

Homem? Casado? Acima de 40 anos? Possui filhos? Mora aonde? Tem quais interesses? Viaja?

Você consegue responder essas perguntas? Este é o teu público

Audiência

Audiência é aquilo que compõe o publico. É a soma da quantidade.

Exemplo: Uma rádio tem 10.000 ouvintes/dia – Essa rádio tem uma audiência de 10.000 pessoas/dia.

Mídia Offline

midia offiline

Vamos pensar um pouco sobre as mídias offline, o que elas tem a oferecer?

Será que com elas eu consigo traçar uma público segmentado?

Vamos pensar nas mais usadas mídias offline:

  • TV: Muito caro, pouca segmentação, médio-grande audiência
  • Rádio: razoavelmente barato, pouca segmentação, baixa-media audiência
  • Outdoor: barato, baixíssima segmentação, baixa audiência
  • Jornal: médio-alto valor, média segmentação, média audiência

Como você pode ver, praticamente nenhuma das mídias offline possuí uma segmentação bem definida, vamos agora pensar nos meios mais famosos para anunciar  no online.

Mídia Online

midia online

As mídias online possuem duas grandes vantagens em relação as mídias offline, são elas: baixo investimento e alto poder de segmentação.

As três grandes mídias online são: Facebook Ads, Instagram Ads e Google Adwords.

Vamos falar das três, uma por uma, o que cada um proporciona de segmentação.

Não vou nem comentar sobre as audiências desses canais online.

Duvido muito que você nunca fez uma pesquisa no Google, nunca usou o Facebook ou não sabe o que é Instagram.

Vamos então falar sobre a segmentação

Facebook/Instagram: O Instagram foi comprado pelo Facebook, portanto a plataforma de anúncios é a mesma. Eles possuem os seguintes modos de segmentação.

  • Idade
  • Sexo
  • Localidade
  • Interesses
  • Dispositivos (iPhone, Android e Tablet)
  • Etc

Google: Com o Google é possível usar as seguintes segmentações:

  • Localidade
  • Palavras chaves de busca

Exemplo

Agora vamos aos exemplo.

Vamos supor que você tenha uma loja que venda sapatilhas para mulheres na cidade de Campinas. Ok?

Qual seria a melhor forma que você anunciar seu negócio?

TV? – Não, muito caro.
Jornal? – Não, não tem segmentação
Revista? – Caro demais
Outdoor? – Você se lembra do último outdoor que você viu? Eu acho que não!

Nunca se esqueça disso: “Para a pequena e média empresa, a melhor e mais barata forma de fazer propaganda, é através da internet.

Vou te mostrar porque.

Vamos ao Facebook.

O primeiro passo é: Definição de publico.

Qual será o público da loja de sapatilha?

  • Mulheres?
  • 18 a 40
  • Moram em Campinas

Segundo passo: Verificação da audiência 

Vamos ao Audience Insights para ver quantas pessoas nós temos com essas características citadas acima.

Captura de tela 2016-01-29 16.03.28

 

Veja quantas pessoas essa loja de sapatilhas pode atingir. De 300 a 350 mil pessoas!

Isso é fantástico.

Quanto tempo você levaria para atingir essas pessoas usando as mídias offline tradicionais? M U I T O – T E M P O.

Vamos agora ao Google.

Com o Google não existe a possibilidade de nós restringirmos o anúncio por sexo ou idade.

Lá nós temos a localidade e a palavra que a pessoa está buscando.

Vamos então ver quantas pesquisas existem no Google para a palavra “sapatilha

Planejador_de_palavras-chave_-_Google_AdWords

 

Ou seja, existem 1.000 pesquisas todo mês na cidade de Campinas para a palavra “sapatilhas”.

Se você tem uma loja que vende sapatilhas você acaba de ganhar o dia com essas dicas que dei aqui.

oportunidade

Estou começando o ano de 2016 ajudando algumas empresas aumentando o seu faturamento através da internet.

Se você quer saber como isso vai funcionar clique aqui.

07 Etapas de estratégias de Marketing de Conteúdo

Estratégia de marketing de conteúdo não é bom ter, é uma exigência. Qualquer plano sem uma estratégia está passivo de fracasso, perda de tempo e dinheiro.

Portanto iremos dar aqui 07 passos para que você possa aplicar em sua empresa e assim ter uma forte estratégia de Marketing de Conteúdo.

Os passos são:

  1. Objetivos
  2. Diferencial
  3. Análises
  4. Público
  5. Necessidade do público
  6. Plano de execução
  7. Conteúdo amplificado

Preparado? Vamos nessa.

1- Objetivos

Tudo começa com objetivos, sem esses objetivos e alvos nós não temos uma referencia e ficamos perdidos em meio ao processo. Portanto é muito importante traçar corretamente esses objetivos para que após analisar as métricas, nós iremos saber se cumprimos ou não.

Qual o seu objetivo? Porque está fazendo isso? O que este conteúdo vai fazer por sua empresa? Gerar leads? Aumentar vendas? Melhorar posicionamento de marca.

2- Diferencial?

É muito importante sua empresa apresentar diferenciais de seus concorrentes. Os diferenciais farão com que seu cliente passe a comprar de você e não de seu concorrente.

O que sua empresa difere de seus concorrentes? Seu conteúdo vai ser útil? Vai agregar valor? Vai inspirar valor? Qual é o coração e alma do seu conteúdo?

3- Análises

Seus objetivos vão ditar suas métricas. Se você definiu em seu objetivo que deseja mais leads, essa será sua métrica. Faça análises inteligentes, compare dados de várias fontes. Não se prenda somente ao Google Analytics.

4- Público

Seus objetivos também vão ditar seu público. Indico usar personas, para modelar com precisão a audiência que você quer para seu marketing de conteúdo. Procure entender seus clientes como persona assim como você entende seu público.

Veja este tutorial para aprender a como criar personas.

E lembre-se, você não é seu público.

5- Necessidades do público

O que seu público precisa saber da sua empresa? Pesquise na internet, navegue nas redes sociais, interaja com grupos do Facebook, converse com seu pessoal de vendas para entender da melhor forma o que seu público está procurando. Não se esqueça de organizar essas informações dentro das personas criadas no item anterior.

6- Plano de execução

Após definir as necessidades de seu público agora procure saber onde seus clientes consomem conteúdos. Não se esqueça que dependendo do estágio do funil em que o lead se encontra ele passa a consumir diferentes conteúdos. Procure construir um plano diário, semanal, mensal e trimestral.

Nunca se esqueça de sempre fazer a chamada para ação. O que você quer que seus leads façam? Cadastro? Orçamento? Ligação?

7- Conteúdo amplificado

A realidade é que apenas criação de conteúdo não é suficiente. Na maioria dos casos é necessário ampliar para os diferentes meios de comunicação. Não se esqueça de utilizar as redes sociais para expandir a autoridade da sua empresa no mundo digital.

Portanto agora você já sabe como aplicar o marketing de conteúdo com base nessas estratégias mostradas acima.

Se houver alguma dúvida deixe nos comentários abaixo 🙂

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén

error: Sai daqui seu BlackHAT!